ATACANTE RORAIMENSE É CONVOCADA PARA A SELEÇÃO BRASILEIRA SUB-20 FEMININA

25/03/2017 12:43
FUTEBOL FEMININO

A convocação de Vitória se deu depois de seletiva realizada em Manaus-AM, em dezembro do ano passado. E, embora tenha 17 anos, foi convocada para fazer parte do elenco da Seleção Sub-20

Atleta Vitória com a treinadora da 
seleção feminina principal, Emily Lima 
(Foto: Divulgação)

Atacante do Atlético Roraima, Vitória, foi convocada oficialmente para compor a Seleção Brasileira de Futebol Feminino da categoria Sub-20. A relação das 24 atletas convocadas pelo treinador Doriva Bueno foi divulgada na sexta-feira, dia 24, no site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Segundo informou o diretor do Departamento de Futebol Feminino do Roraima, Bennaze Rates, a convocação de Vitória se deu depois de seletiva realizada em Manaus-AM, em dezembro do ano passado. E, embora tenha 17 anos, foi convocada para fazer parte do elenco da Seleção Sub-20.

“Fomos participar dessa seletiva graças ao incentivo que o presidente da Federação Roraimense de Futebol, Zeca Xaud, que patrocinou as passagens, hospedagem e alimentação no período em que ficamos em Manaus para essa seletiva”, disse. “Sempre acreditei no potencial da Vitória e tinha certeza que ela seria convocada e não poderia perder essa chance”, afirmou. “Ela foi a única atleta que passou na seletiva de Manaus, entre as mais de 300 atletas que estiveram no local fazendo testes”, frisou. “Isso é um fato inédito para o Estado de Roraima e Vitória é a primeira atleta do futebol feminino roraimense a ser convocada para vestir a camisa da seleção”, complementou.

Vitória Silva de Almeida, tem 17 anos, 1.83m, atacante com bom posicionamento e área e velocidade nos dribles sempre em direção ao gol. Começou no futebol de Salão do Atlético Valencia e foi convidada a defender as cores do futebol de campo Atlético feminino do Atlético Roraima desde 2014, onde foi campeã em 2016 pelo Tricolor da Mecejana do Campeonato Feminino Municipal, e vice-campeã em 2015 e 2014. Em 2016 foi artilheira da equipe com 13 gols.

Para esta mesma seletiva o treinador das categorias de base do São Raimundo, Beto Viera, levou a lateral direita Ketlen, mas não foi aprovada nos testes. A atleta e o treinador também tiveram as despesas de viagem, hospedagem e alimentação custeadas pela Federação Roraimense de Futebol.

“A convocação da Vitória vai trazer muita esperança para o crescimento do futebol feminino de Roraima, pois isso vai trazer visibilidade para as demais meninas que fazem o futebol no Estado e isso é muito bom para o fortalecimento do nosso futebol feminino”, afirmou.

Benaze explica que a atleta foi contratada pelo Iranduba, do Amazonas, onde já está desde o início deste mês treinando com a equipe amazonense que vai disputar o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino da Série A1.

“O Iranduba é o único clube da região Norte a estar na primeira divisão do futebol feminino do Brasil e a Vitória foi contratada e por isso aparece o nome dela como atleta do Iranduba, mas todo o trâmite e seletiva para ir para a seleção brasileira foi antes de assinar com o Iranduba“, informou.

APRESENTAÇÃO – A Seleção Feminina Sub-20 está convocada para um período de treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis, entre os dias 13 e 25 de março. O técnico Doriva Bueno selecionou 24 jogadoras na convocação, que foi a primeira do ano para a categoria. Confira a lista: Goleiras - Stefane (Chicago Brasil), Kemilly (Iranduba) e Nicole (Santos); Laterais - Silmara (Escola Vila Guarani), Mayara (América-MG), Joyce (São José) e Thais (Coxa-Abranches); Zagueiras - Nathyelle (Ouro Verde), Thais Regina (Iranduba), Tainara (São Francisco) e Luana (Ferroviária); Meio-campistas - Katrine (Corinthians/Audax), Thynara (Ferroviária), Angelina (Santos), Rita (Oratório), Larissa (Vitória de Santo Antão), Victória (Minas Brasília), Ariadina (Sport Recife) e Andressa (Ouro Verde);  Atacantes - Geyse (Corinthians/Audax), Jaqueline (Santos), Vitória (Iranduba), Nycole (Ceilândia) e Micaelly (Iranduba).

OPORTUNIDADES – O técnico Doriva Bueno detalhou a nova dinâmica das seletivas de futebol feminino que aconteceu em cidades por onde passa o projeto CBF Social. Ele contou que as chamadas "peneiras" para buscar novos talentos para a modalidade passaram por uma adaptação de conceito para ficarem mais coerentes, e explicou sobre as Convocações de Observação.

“Nosso objetivo principal é oportunizar. Temos jogadoras de futebol em todos os cantos do país e nós precisamos conhecê-las. Hoje, nós temos atletas de alto rendimento em nossas seleções que vieram de seletivas como estas. O que nós fizemos foi melhorar o processo de avaliação para torná-lo mais justo em todas as etapas até a chegada da menina à Seleção Brasileira”, disse.

Diretor do Departamento de Futebol Feminino do Roraima, 
Bennaze Rates e Vitória na chegada a Manaus para participar da seletiva
(Foto: Divulgação)